PF e bombeiros apreendem 85 quilos de cocaína em Santarém que seriam traficados para a Grécia

PF e bombeiros apreendem 85 quilos de cocaína em Santarém que seriam traficados para a Grécia

Drogas estavam escondidas do lado de fora de um navio graneleiro, numa parte chamada “caixa de mar”

A Polícia Federal e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará atuaram juntos na apreensão de 85 quilos de cocaína, em Santarém, no final da tarde desta segunda-feira (5). As drogas estavam em um navio graneleiro de bandeira das Ilhas Marshall, que tinha como destino a Grécia. Nesse tipo de navio, há uma área externa chamada “caixa de mar” (sea chest, em inglês). Os entorpecentes estavam nesse espaço. Duas pessoas foram presas e uma ampla investigação sobre tráfico internacional foi aberta. Veja:

Os policiais federais chegaram ao navio após denúncias anônimas. Para alcançar as caixas de mar, que ficam submersas (abaixo da linha de flutuação), a PF contou com mergulhadores do CBM. As drogas estavam em sacos pretos, bem vedados, para evitar contato com a água. Quase passariam despercebidos se não fossem as informações colhidas pela inteligência policial. A quadrilha, pelo que levantou a investigação, conta com uma própria equipe de mergulhadores para esse serviço ilegal.

As embalagens foram apreendidas e levadas para a Delegacia de Polícia Federal em Santarém, oeste do Pará. Peritos da Unidade Técnico-Científica (Utec) da PF analisaram os 70 pacotes encontrados nas duas grandes embalagens. O teste resultou em cloridrato de cocaína, somando 85 quilos ao todo.

Ainda nas diligências, no final da noite desta segunda, uma equipe da Polícia Federal, abordou um ônibus de viagem na rodovia BR-163 e prendeu dois homens suspeitos de integrar o grupo criminoso responsável pela cocaína que iria para a Grécia. Os homens estavam saindo de Santarém, com destino a Belém. Um deles é brasileiro. O outro é albanês. Ambos estão detidos em Santarém, atuados em flagrante nos artigos 33 e 35 da lei federal 11.343/2006 (combate a drogas).

Além das diligências, que seguem nesta semana para elucidar mais situações do caso, cinco celulares foram apreendidos e serão periciados, em busca de mais informações para desarticular a quadrilha internacional de tráfico de drogas.

Fonte: oliberal.com

Herivan Pontes

Professor, Biólogo e comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *