Bolívia fecha fronteiras com o Brasil para conter alastramento da covid

Bolívia fecha fronteiras com o Brasil para conter alastramento da covid

O presidente da Bolívia, Luis Arce, anunciou hoje que vai fechar as fronteiras do país andino com o Brasil por sete dias. O objetivo é evitar o alastramento de variantes da covid-19 como a P.1, detectada inicialmente no Japão em pessoas que haviam passado por Manaus.

O anúncio foi feito em uma rede social de Arce, que também disse que “nos municípios fronteiriços onde tenha sido verificada a circulação de variantes da covid-19”, os governos locais serão os responsáveis por isolar os territórios.

A Bolívia tem fronteira terrestre de cerca de 3,4 mil km com quatro estados brasileiros: Acre, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Do lado boliviano, quem faz fronteira com o Brasil são os departamentos de Santa Cruz, Beni e Pando.

Segundo a agência de notícias estatal ABI (Agência Boliviana de Informação), os governos das cidades bolivianas fronteiriças poderão abrir os limites da fronteira com o Brasil por três horas diárias, assim permitindo a realização de atividades comerciais entre os dois países.

Na terça-feira, o presidente Arce já havia dito que a Bolívia iria acelerar o processo de vacinação da covid na fronteira com o Brasil. A preocupação se dá principalmente quanto aos moradores da fronteira que são “mais expostos”, segundo ele.

Com informações da AFP, da ABI e do UOL

Herivan Pontes

Professor, Biólogo e comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *